Sistema Famato
FAMATO
IMEA
       
Fale Conosco
 
   
 
 
11 de Mar de 2019

voltar
 
ATeG
Começam as visitas técnicas do projeto Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS)
 
Assessoria Senar-MT
 

Começa nesta segunda-feira (11.03) as visitas técnicas às 12 propriedades localizadas nos municípios de Poconé Cáceres e Itiquira que fazem parte do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Fazenda Pantaneira Sustentável. Este projeto é uma parceria do Sistema Famato/Senar-MT/Imea, Acrimat, Embrapa, Sindicatos Rurais e diversos outros parceiros.

A iniciativa multidisciplinar conta com a ferramenta Fazenda Pantaneira Sustentável, produzida pela Embrapa Pantanal, em fazendas-piloto no Estado. Por meio de um software elaborado em parceria com a Embrapa Arroz e Feijão, a ferramenta FPS elabora diagnósticos das propriedades e mensura o nível de sustentabilidade em cada uma.

Na lista de objetivos deste projeto está o aumento da produção de carne e bezerros por hectare, apoio à regularização das propriedades e aumento de eficiência. "Além disso, ainda temos a competitividade e rentabilidade do sistema que podem levar à valorização dos produtos, criação de selos produtivos, gerar políticas de incentivos fiscais, promover segurança jurídica e pagar por serviços ambientais", acrescenta analista de pecuária da Famato, Marcos de Carvalho.

De acordo com o coordenador de (ATeG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Armando Urenha, hoje (11.03) começam os atendimentos individuais. "São visitas mensais, com duração de 20 horas nos dois primeiros anos. A metodologia consiste em cinco etapas: diagnóstico da propriedade, planejamento estratégico, adequação tecnológica, capacitações complementares dos produtores e trabalhadores rurais e análise de dados da FPS", descreve.

Perspectivas - O gerente de relações institucionais da Acrimat, Nilton Mesquita destaca a importância do desenvolvimento de ações e políticas voltadas ao desenvolvimento do bioma pantaneiro. "A FPS vem alavancar a produtividade e a organização o campo". Ele também cita os possíveis usos da avaliação provida pela ferramenta, relacionando o aumento de conhecimento ao desenvolvimento da bovinocultura de corte local e dos municípios que trabalham com a atividade. “É um projeto que vai trazer os números reais das propriedades".

O chefe-geral da Embrapa Pantanal, Jorge Lara, afirma que a FPS também está em fase de implantação no Mato Grosso do Sul (MS), onde mais 12 propriedades deverão compor o núcleo piloto de aplicação da ferramenta. "Essas 24 pioneiras vão preparar o terreno para que dezenas, talvez centenas de outras propriedades entrem no sistema". Ele ressalta ainda que os produtores terão autonomia para escolher o nível de sustentabilidade desejado para a fazenda.



Fonte: assessorias
 

VEJA TAMBÉM
Parceria garante capacitação para equipamento que faz diagnóstico eletrônico das máquinas
Parcerias garantem aumento no número de capacitações
Família Senar-MT em luto
Mais de 200 ações para preparar profissionais que vão atuar na administração da propriedade
 
Veja mais notícias

Buscar Cursos
 
 POR TIPO DE CURSO
 
 
  POR CIDADE
 
 
 
Formação Profissional Rural
 
 
Promoção Social
 
 
 
 
 
 
(65)3928-4800
SENAR-MT 2014 - Todos os direitos reservados
Política de Privacidade
senar@senarmt.org.br
 
Rua Eng. Edgard Prado Arze, sn, Qd 01
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP 78.049.015 - Cuiabá-MT